quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

A esperança.

"A esperança serve para dar alegria aos tristes. Ela é uma estrela. Estrelas não aparecem durante o dia. Estrelas só brilham durante a noite. Somente aqueles que caminham de noite podem vê-las. (...) Mestre Benjamin continuou: "A esperança vê o que não existe no presente. Existe só no futuro, na imaginação. A imaginação é o lugar onde as coisas que não existem, existem. Este é o mistério da alma humana: somos ajudados pelo que não existe. Quando temos esperança, o futuro se apossa dos nossos corpos. E dançamos. O poeta que escreveu esses poemas estava embriagado de esperança. E quem é possuído pela esperança fica grávido de futuros. (...) O mais surpreendente nisso tudo é que a estrela inacessível tem um rosto de criança... Aqueles que ouvem a melodia do futuro plantam árvores a cuja sombra nunca se assentarão. Mas não importa. Eles se alegram imaginando que as crianças amarrarão balanços nos seus galhos (...)".

Excertos do livro Perguntaram-me se acredito em Deus, de Rubem Alves.

2 comentários:

Bete disse...

”Rasque as coisas velhas da lembrança
Seja um pouco de criança
Faça tudo o que quiser
E cante que é bom viver” (Companheiro)

Renove as esperança e seja (mais) Feliz e 2011

Matheus disse...

Acesse o meu blog inspiradonapalavra.blogspot.com, pra quem não sabe, eu sou irmão do dono desse blog e eu tambem sugiro meu blog INSPIRADO NA PALAVRA.